Tenho alergia à carne do porco. Será mesmo?

 

Muita gente sofre desse mal. Não pode comer um pernil suíno que fica todo “empolado”. Vermelhidão, descamação, coceira e vergões na pele frequentemente são atribuídos àquele lombo do fim de semana. Mas, o que é que tem nessa carne que dá tanta alergia em tanta gente?

 

O pobre do porquinho é tido culturalmente como o vilão de vários problemas da pele. Só que o coitado, na grande maioria das vezes, é inocente. A carne de porco não é um dos alimentos mais causadores de alergia. Ela existe. Mas, não é tanta gente assim que se acha alérgico, que realmente é.

 

Todo mundo já relacionou alguma coisa que apareceu na pele com algo que comeu antes. Só que existem várias doenças da pele que não têm nada a ver diretamente com a comida, como os eczemas de pele seca, as dermatites por contato com substâncias e as muito frequentes reações a remédios. E esses quadros costumam ser mais vistos na pele do que as alergias alimentares. É mais provável que a sua “alergia” à carne do porco seja outra coisa.

 

Antes de barrar a carne de porco da dieta, é melhor investigar o seu quadro com um especialista. A alergia à carne de porco é muito rara. Assim, excluindo essa possibilidade, você pode continuar a comer o seu torresmo tranquilo (do ponto de vista da pele. Já o do seu colesterol…)

Please reload

Posts Recentes

May 14, 2018

Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags